Cachoeiro celebra nova parceria com a China

209 Views

Publicada em 22 de outubro de 2018

Cachoeiro de Itapemirim acaba de firmar com a China um termo de cooperação internacional em Educação, Ciência, Invenções, Tecnologia, Comércio e Negócios. O prefeito Victor Coelho assinou o documento na última semana.

 

O termo foi gerado na maior feira de inovações da Ásia, a 10ª Exibição Internacional de Invenções (IEI), sediada na cidade chinesa de Foshan, a partir da participação do representante da Associação Brasil Internacional dos Inventores, Cientistas e Empreendedores Inovadores (Abipir), Marcelo Vivacqua.

Também diretor de gestão da Dataci, companhia de tecnologia da informação do governo municipal, Vivacqua apresentou o relatório da viagem (feita durante as férias do servidor, sem ônus para a administração pública) ao prefeito e aos secretários municipais de Cachoeiro, na última quinta-feira (18). Na ocasião, Victor Coelho assinou a versão do documento de cooperação em mandarim – as vias em inglês e português foram assinadas na China.

Marcelo destaca que a iniciativa potencializa a internacionalização do município, ampliando oportunidades de intercâmbio para o desenvolvimento de soluções inovadoras que resultem na melhoria da qualidade de vida dos cidadãos cachoeirenses.

Segundo Vivacqua, assim como o estado do Espírito Santo, Cachoeiro possui uma vocação para relações internacionais, não somente pelo destaque que ocupa no setor de rochas ornamentais, mas, também, em outros setores, como o agronegócio, além de ser um polo gerador de conhecimento com instituições de ensino técnico e superior que permitem firmar acordos de cooperação não apenas com a China, mas com outros países.

Nesse sentido, ele ressalta que o município deve prospectar programas internacionais que disponibilizam recursos para áreas essenciais como Saúde, Educação e Segurança, na modalidade não reembolsável, ou seja, sem necessidade de restituição.

“Para isso, é necessário criar um Centro Integrado de Inteligência em Inovação e Internacionalização que atue de forma continuada e estruturada, visando a criação dessas conexões. A cooperação com a China foi o primeiro passo, e outros países virão. Cabe frisar que, para que a inovação ocorra, é preciso criar conexões, nacional e internacionalmente”, conclui.

Para o presidente da Dataci, Carlos Henrique Salgado, essa iniciativa demonstra o alinhamento entre a estratégia traçada pela atual gestão municipal e a companhia de tecnologia, que prima pela busca de parcerias que agreguem valor às tecnologias por ela desenvolvidas em favor da população.

“Como exemplos dessas parcerias, podemos citar aquela firmada com a prefeitura de Vitória, que possibilitará, em breve, a entrega de aplicativos e sistemas de ponta, e com o Instituto Federal de Ensino Superior (Ifes), esta em fase final de homologação”, frisou.

Outras iniciativas para fortalecer relações internacionais

O termo de cooperação não é a única ação desenvolvida visando o estreitamento de relações entre Cachoeiro e a segunda maior economia do mundo.

Em março deste ano, o município consolidou um processo de irmanamento com a cidade chinesa de Nan’an, com a possibilidade de geração de acordos voltados aos campos econômico e tecnológico, além de oportunidades de negócios.

“Esse relacionamento e parceria internacional é muito importante. Nosso pensamento é além das fronteiras da cidade e até do nosso país. Não dá para conquistar um desenvolvimento promissor sem buscar referências com quem já está bem à frente de nós em vários quesitos. Todo esse contato com a China tem nos ensinado muito a pensar na cidade que queremos para o futuro”, avalia o prefeito Victor Coelho.

Outra iniciativa para fortalecer as relações internacionais de Cachoeiro foi a Rodada Internacional de Negócios, realizada no município em novembro do ano passado, pela Secretaria Municipal de Desenvolvimento Econômico (Semdec), em parceria com empresas e a Unidade de Negócios Nacional e Internacional (Unni). O evento pôs empresários do município em contato direto com representantes de Peru, México e Panamá, visando a formação de parcerias comerciais.

No comments

Translate »