Projetos de extensão e pesquisa da UNILA são premiados no evento Innovacities

Projetos de extensão e pesquisa da UNILA são premiados no evento Innovacities

        

Três projetos de pesquisa e extensão da UNILA ganharam destaque e reconhecimento na décima edição do Innovacities – evento que evidencia trabalhos na área de inovação, tecnologia e ciência na região Oeste do Paraná. O projeto de extensão “Índice de Preços”, coordenado pelo professor de Economia da UNILA Henrique Coelho Kawamura, foi contemplado na categoria Empreendedorismo com o primeiro lugar. O projeto de extensão Lixo Zero e o trabalho de pesquisa sobre gerador termoelétrico ficaram na segunda e terceira colocações, respectivamente, na categoria Sustentabilidade. Essas iniciativas seguem na Universidade, com planos de ampliação.

 

Innovacities, que foi realizado entre 17 e 20 de maio, em Cascavel, teve apoio organizacional da UNILA e é realizado pela Fundação para o Desenvolvimento Científico e Tecnológico de Cascavel e pela Associação Brasil Internacional de Inventores, Cientistas e Empreendedores Inovadores. No evento, a Universidade participou na organização de atividades como os fóruns de Propriedade Intelectual e de Energia 4.0, além de lançamento de livro e de reuniões promovidas pelo Observatório Ambiental. A UNILA também marcou presença com um estande institucional, onde apresentou 11 projetos de extensão e pesquisa, e atuou em parceria com outras instituições na ação Empatia Experience, que tem como objetivo promover a experiência empática.

Empreendedorismo

O projeto de extensão “Índice de Preços”, premiado no Innovacities, é um trabalho do Centro de Pesquisas Econômicas e Aplicadas (Cepecon). Todos os meses, membros da equipe – formada por docentes e estudantes da UNILA – calculam o índice do custo de vida em Foz do Iguaçu com base nos preços da cesta básica. “Um dos pontos que chamou a atenção dos avaliadores foi a metodologia que utilizamos. Usamos a mesma cesta de produtos para cálculo de inflação que o IBGE realiza em âmbito nacional, somente nas grandes capitais”, diz Kawamura.

Ele aponta também novas etapas do projeto, que deve ser ampliado para Ciudad del Este e Puerto Iguazú, com uma pesquisa que atuará na particularidade da Região Trinacional, onde os preços externos podem impactar na variação dos preços internos. Na página do Cepecon, também há previsão de este ano ser implantado um simulador, no qual o consumidor pode escolher os produtos que consome – dentre os 94 que são avaliados pelo projeto – para, assim, obter seu índice de cesta básica específico.

Sustentabilidade

Segundo colocado na premiação do Innovacities, na categoria Sustentabilidade, o projeto Lixo Zero integra o Observatório Ambiental – programa da UNILA cujo trabalho envolve pesquisa, extensão e ensino. O projeto atua com 22 estudantes voluntários que, atualmente, têm promovido oficinas informativas e de sensibilização sobre como diminuir resíduos que poluem o meio ambiente e o corpo humano. A próxima oficina, que será em junho, na UNILA, será sobre o tema ecomobília. O Lixo Zero também ampliará seu alcance por meio da ação de jovens multiplicadores, em parceria com o Centro de Juventude. O Ecomuseu será outro parceiro, com o qual atuará na ação “Caminhos do Lixo” nos bairros Vila C e Cidade Nova, por meio de esclarecimentos sobre o lixo na cidade, além de mediação de debates e oficinas.

 

 

Na mesma categoria, em terceiro lugar, foi premiado o projeto “Estudo analítico para determinação da resistência interna de um gerador termoelétrico (TEG) baseado em telureto de bismuto”, coordenado pelo professor de Engenharias Oswaldo Hideo Junior. O projeto trabalha no universo de conversão de calor residual em eletricidade, utilizando geradores termoelétricos, que desponta como uma alternativa tecnológica promissora para o aumento da eficiência energética, ampliação da oferta de energia e diminuição da dependência energética dos combustíveis fósseis. A pesquisa busca, entre as ações futuras, refinar um modelo analítico proposto pelo projeto, por meio de simulação computacional multifísica.


fonte: https://www.unila.edu.br/noticias/ciencia-e-inovacao

Innovacities premia projetos de extensão e pesquisa da UNILA

Três projetos de pesquisa e extensão da Universidade Federal da Integração Latino-Americana (UNILA) ganharam destaque e reconhecimento na 10ª Innovacities, que evidencia trabalhos na área de inovação, tecnologia e ciência na região Oeste do Paraná. O projeto de extensão “Índice de Preços”, coordenado pelo professor de Economia Henrique Coelho Kawamura, ganhou o primeiro lugar na categoria Empreendedorismo. O projeto de extensão Lixo Zero e o trabalho de pesquisa sobre gerador termoelétrico ficaram na segunda e terceira colocações, respectivamente, na categoria Sustentabilidade. Essas iniciativas seguem na instituição de ensino, com planos de ampliação. (Da Redação com assessoria /Fotografia: Divulgação)

fonte: http://gdia.com.br/innovacities-premia-projetos-de-extensao-e-pesquisa-da-unila/25645

Uniamérica é premiada na 10ª Innovacities em Cascavel

Uniamérica é premiada na 10ª Innovacities em Cascavel

A Uniamérica participou ativamente da 10º edição da INNOVACITIES – Feira Internacional de Ciências Aplicadas, Invenções, Inovação e Negócios, realizada em conjunto com a 1ª edição da TECHNOVAÇÃO – Feira Municipal de Inovação de Cascavel.

O evento construído para ser a maior feira de inovação do Oeste do Paraná superou as expectativas com aproximadamente 10.000 visitantes entre 17 e 20 de maio, abrangendo estudantes, formadores de opinião e visitantes interessados em tecnologia.

Nessa edição, a Uniamérica apresentou mais de 10 Projetos Integradores realizados por alunos e professores. Concorrendo com diversas instituições de ensino superior do estado do Paraná, a faculdade também foi reconhecida publicamente com certificação internacional da IFIA – International Federation of Inventors Associations, pelo diferencial em empreendedorismo e educação com as seguintes premiações:

CATEGORIA EMPREENDEDORISMO

1° Lugar: Portal Empreenda

Pesquisador(es) responsável(is): Márcia David, e mentores vinculados ao Iguassu Startup

3° Lugar: Projeto Portal de Desafios

Pesquisador(es) responsável(is): Giuliano Ginani, Márcia David e Professores Orientadores

CATEGORIA INOVAÇÃO SOCIAL / EDUCAÇÃO

1° Lugar: Projeto Caldeira

Pesquisador(es) responsável(is): Guilherme Nabeyama

2° Lugar: Bancada Hidráulica

Pesquisador(es) responsável(is): Guilherme Souza, Lucas Gracioli de Freitas, Rafael Dias Ferreira, Regiane, Ricardo Maccord, Oswaldo Loureda

fonte: http://uniamerica.br/2018/05/innovacitiespremios/

Projeto de estímulo à empatia é lançado na 10ª InnovaCities

 

A 10ª Feira Internacional de Ciências Aplicadas, Invenções, Inovação e Negócios (InnovaCities), que terminou no último domingo (20), recebeu a estreia do projeto piloto do museu Empatia Experience, que será itinerante. Idealizado pela Associação Brasil Internacional dos Inventores, Cientistas e Empreendedores Inovadores (ABIPIR), a atividade tem a finalidade de promover a autoexperiência empática em diferentes condições perceptivas, da humana à ambiental. O evento, realizado desde a quinta-feira (17) passada, no Centro de Convenções e Eventos de Cascavel – Pedro Luiz Boaretto, ocorreu de forma simultânea à 1ª Feira Municipal de Inovação de Cascavel (TechnovAção).  No estande do Empatia Experience, cerca de 180 visitantes passaram pelo local. Futuramente, o museu ficará instalado em um contêiner reciclado. (Da Redação com assessoria /Fotografia: Divulgação)

fonte: http://gdia.com.br/rojeto-de-estimulo-a-empatia-e-lancado-na-10a-innovacities/25451

Projeto do IFPR – Foz do Iguaçu recebe 1o lugar na 10ª Feira InnovaCities

Publicado em 21 de Maio de 2018

fonte: http://foz.ifpr.edu.br/projeto-do-ifpr-foz-do-iguacu-recebe-1o-lugar-na-10a-feira-innovacities

Projeto de produção de farinha de tilápia e sua aplicação em alimentos foi o vencedor na categoria “Sustentabilidade e Proteção Ambiental”.

O projeto intitulado “Produção de farinha de CMS (carne mecanicamente separada) de tilápia e aplicação em produtos alimentícios”, desenvolvido pelo Instituto Federal do Paraná – IFPR Campus Foz do Iguaçu, obteve o 1º lugar na categoria “Sustentabilidade e Proteção Ambiental”, na 10ª InnovaCities – Feira Internacional de Ciência Aplicada, Invenções, Inovações e Negócios, realizada em Cascavel, de 17 a 20 de maio.

Coordenado pela professora do Curso Técnico em Cozinha, Gislaine Silveira Simões, o projeto foi iniciado em 2017 e contou com a participação de três bolsistas contemplados com bolsas concedidas pela Pró-Reitoria de Extensão, Pesquisa, Pós-Graduação e Inovação (Proeppi/IFPR). O objetivo principal é desenvolver uma farinha obtida pela carne mecanicamente separada de tilápia e aplicá-la no enriquecimento nutricional de pães, massas, biscoitos, barras de proteína e outros produtos alimentícios.

A importância do Projeto reside no fato de que ele dá uma alternativa sustentável para o uso desse resíduo, por meio da sua transformação em farinha. A coordenadora explica que a produção do pescado em filé gera um resíduo que pode atingir, em média, 66% da produção, gerando desperdício e danos ambientais.

Além de reduzir os impactos negativos causados ao meio ambiente, o aproveitamento de proteínas de pescado pode ser uma solução para problemas relacionados à má nutrição, já que a farinha de peixe destaca-se pelo elevado valor nutricional. “A adição dessa farinha em produtos alimentícios confere ao alimento proteínas de alto valor biológico, sais minerais (cálcio, fósforo e fero) e gordura de boa qualidade”, explica Gislaine Simões.

Gislaine Simões acredita que o prêmio recebido é mais um estímulo para que os estudos continuem e que os resultados sejam ampliados. “Nossa expectativa é trabalhar para gerar um produto comercialmente viável e despertar nas empresas o interesse por produzir a farinha em larga escala, agregando valor ao subproduto e gerando renda para toda a cadeia produtiva de pescados”, destaca a pesquisadora.

FUNTEC – TECHNOVAÇÃO & INNOVACITIES TRABALHOS

Para o quê deixar aquele seu TCC, monografia ou projeto juntando poeira na universidade?

Ele pode servir de solução para alguma empresa e você pode iniciar uma carreira de empreendedor.

Participe do Technovação & Innovacities, a maior feira de tecnologia e inovação da região oeste do paraná.

Inscrições e informações:

www.fundetec.org.br/technovacao&innovacities

www.fundetec.org.br

www.facebook.com/fundeteccascavel

www.instagram.com/fundeteccascavel

www.linkedin.com/company/fundeteccascavel/

Iberê Thenório no Technovação & Innovacities, de 17 a 20 de Maio de 2018, em Cascavel – Paraná

Inscreva-se no Technovação & Innovacities, de 17 a 20 de Maio de 2018, em Cascavel – Paraná.

Iberê Thenório é youtuber do canal Manual do Mundo.

O canal é um lugar para você aprender de tudo: experiências, curiosidades científicas, dicas de sobrevivência, o que tem dentro das coisas, explicações impossíveis, viagens imperdíveis e muito mais! inscrições e informações:

www.fundetec.org.br

www.facebook.com/fundeteccascavel

www.instagram.com/fundeteccascavel

www.linkedin.com/company/fundeteccascavel

InnovaCities promete movimentar o Centro de Convenções e Eventos de Cascavel – de 17 a 20 de maio

Evento de inovação tecnológica será realizado de 17 a 20 de maio

fonte: http://catve.com/noticia/6/213250/innovacities-promete-movimentar-o-centro-de-convencoes-e-eventos-de-cascavel

Cascavel sediará de 17 a 20 de maio o maior evento de inovação tecnológica do Oeste do Paraná e quem não quiser ficar de fora precisa garantir vaga pelo site da Fundetec. A Fundação para o Desenvolvimento Científico e Tecnológico de Cascavel, com vários parceiros, é quem está organizando a Technovação, a 1ª Feira de Inovação de Cascavel, que junto com a 10ª Feira Internacional de Ciências Aplicadas, Invenções, Inovação e Negócios, a InnovaCities, promete movimentar o Centro de Convenções e Eventos da nossa cidade.

A Technovação contribui para consolidar a imagem do Município de Cascavel na forte condição de cidade inovadora, implementando a Lei Complementar nº 90 de 23 de dezembro de 2016 – Lei Municipal de Inovação – a qual promove o desenvolvimento científico e tecnológico por meio de ações inovadoras, atividades e políticas que promovam o desenvolvimento econômico da região.

O evento marca também a implantação do Prêmio Cascavel de Inovação, um reconhecimento à melhor empresa inovadora, ao melhor startupeiro technovação, ao projeto de inovação, ao melhor projeto de inovação e ao aluno inovador.

Novidades
Realizada em parceria com a Abipir (Associação Brasil Internacional de Inventores, Cientistas e Empreendedores Inovadores) com a chancela da Ifia (Federação Internacional das Associações dos Inventores) a Feira é um espaço dinâmico e interativo, com mostras de robótica, simuladores e drones show, projetos de sustentabilidade do Parque Tecnológico Itaipu e seus veículos elétricos e muito mais; reserva amplo debate e palestras com renomados especialistas na área tecnológica como Iberê Thenório, Walter Longo, Marcelo Vivacqua e traz oficinas em roadsec voltadas a óculos rift, pixel beads, lock picking, lego, caneta 3D, little bits e drones para os mais aficcionados da área; espaço kids, maratona de desenvolvimento hackathon, área gastronômica, esportes radicais, fóruns, seminários e áreas fitness.

Espaço para resolução de problemas
Segundo o presidente da Fundetec, Alcione Tadeu Gomes, em parceria com universidades haverá espaço ponte na feira, por meio do qual as empresas poderão apresentar problemas e dificuldades e compartilhar com as IES e inventores a fim de buscar uma resolução. As universidades também terão espaço para apresentar projetos de inovação, assim como os acadêmicos podem apresentar seus TCCs, monografias, dissertação ou tese para empresas que poderão investir nos projetos e transformá-los em negócios.

Como participar
Para participar da Bússola da Inovação e se inscrever ao Prêmio Cascavel Inovação basta acessar o link (bussoladainovacao.org.br). Cadastre seu e-mail e senha, então, é só iniciar a pesquisa.