Projetos de extensão e pesquisa da UNILA são premiados no evento Innovacities

356 Views

Projetos de extensão e pesquisa da UNILA são premiados no evento Innovacities

        

Três projetos de pesquisa e extensão da UNILA ganharam destaque e reconhecimento na décima edição do Innovacities – evento que evidencia trabalhos na área de inovação, tecnologia e ciência na região Oeste do Paraná. O projeto de extensão “Índice de Preços”, coordenado pelo professor de Economia da UNILA Henrique Coelho Kawamura, foi contemplado na categoria Empreendedorismo com o primeiro lugar. O projeto de extensão Lixo Zero e o trabalho de pesquisa sobre gerador termoelétrico ficaram na segunda e terceira colocações, respectivamente, na categoria Sustentabilidade. Essas iniciativas seguem na Universidade, com planos de ampliação.

 

Innovacities, que foi realizado entre 17 e 20 de maio, em Cascavel, teve apoio organizacional da UNILA e é realizado pela Fundação para o Desenvolvimento Científico e Tecnológico de Cascavel e pela Associação Brasil Internacional de Inventores, Cientistas e Empreendedores Inovadores. No evento, a Universidade participou na organização de atividades como os fóruns de Propriedade Intelectual e de Energia 4.0, além de lançamento de livro e de reuniões promovidas pelo Observatório Ambiental. A UNILA também marcou presença com um estande institucional, onde apresentou 11 projetos de extensão e pesquisa, e atuou em parceria com outras instituições na ação Empatia Experience, que tem como objetivo promover a experiência empática.

Empreendedorismo

O projeto de extensão “Índice de Preços”, premiado no Innovacities, é um trabalho do Centro de Pesquisas Econômicas e Aplicadas (Cepecon). Todos os meses, membros da equipe – formada por docentes e estudantes da UNILA – calculam o índice do custo de vida em Foz do Iguaçu com base nos preços da cesta básica. “Um dos pontos que chamou a atenção dos avaliadores foi a metodologia que utilizamos. Usamos a mesma cesta de produtos para cálculo de inflação que o IBGE realiza em âmbito nacional, somente nas grandes capitais”, diz Kawamura.

Ele aponta também novas etapas do projeto, que deve ser ampliado para Ciudad del Este e Puerto Iguazú, com uma pesquisa que atuará na particularidade da Região Trinacional, onde os preços externos podem impactar na variação dos preços internos. Na página do Cepecon, também há previsão de este ano ser implantado um simulador, no qual o consumidor pode escolher os produtos que consome – dentre os 94 que são avaliados pelo projeto – para, assim, obter seu índice de cesta básica específico.

Sustentabilidade

Segundo colocado na premiação do Innovacities, na categoria Sustentabilidade, o projeto Lixo Zero integra o Observatório Ambiental – programa da UNILA cujo trabalho envolve pesquisa, extensão e ensino. O projeto atua com 22 estudantes voluntários que, atualmente, têm promovido oficinas informativas e de sensibilização sobre como diminuir resíduos que poluem o meio ambiente e o corpo humano. A próxima oficina, que será em junho, na UNILA, será sobre o tema ecomobília. O Lixo Zero também ampliará seu alcance por meio da ação de jovens multiplicadores, em parceria com o Centro de Juventude. O Ecomuseu será outro parceiro, com o qual atuará na ação “Caminhos do Lixo” nos bairros Vila C e Cidade Nova, por meio de esclarecimentos sobre o lixo na cidade, além de mediação de debates e oficinas.

 

 

Na mesma categoria, em terceiro lugar, foi premiado o projeto “Estudo analítico para determinação da resistência interna de um gerador termoelétrico (TEG) baseado em telureto de bismuto”, coordenado pelo professor de Engenharias Oswaldo Hideo Junior. O projeto trabalha no universo de conversão de calor residual em eletricidade, utilizando geradores termoelétricos, que desponta como uma alternativa tecnológica promissora para o aumento da eficiência energética, ampliação da oferta de energia e diminuição da dependência energética dos combustíveis fósseis. A pesquisa busca, entre as ações futuras, refinar um modelo analítico proposto pelo projeto, por meio de simulação computacional multifísica.


fonte: https://www.unila.edu.br/noticias/ciencia-e-inovacao

No comments

Translate »